locais culturais
Museu Histórico Nacional (MHN)
rioecultura : Museu Histórico Nacional (MHN)
COMPARTILHE
Museu Histórico Nacional (MHN)
Classificação: Museu
Endereço: Praça Marechal Âncora, s/n
Centro - Rio de Janeiro / RJ
CEP 20021-200
Telefone: (21) 2550-9221 / 2550-9224 / 2550-9220
website: mhn.museus.gov.br
Funcionamento:
Quarta a sexta - das 10h às 17h
Sábado e domingo - das 13h às 17h.
Ingresso: O MHN está temporariamente com entrada gratuita. Não é preciso a retirada antecipada de ingresso.
Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem aviso prévio. Por isso, é recomendável confirmar as informações por telefone antes de sair.
CONHEÇA MAIS

rioecultura : MHN : entrada

O museu tem como missão estar a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento que adquire, conserva, pesquisa e divulga as evidências representativas da história brasileira.

Um pouco sobre a história
A partir do Forte de Santiago, na Ponta do Calabouço, a evolução do conjunto arquitetônico do Museu acompanhou a trajetória urbana da cidade do Rio de Janeiro. À fortificação inicial veio se juntar a Casa do Trem, destinada à guarda do "trem de artilharia", conjunto de apetrechos bélicos usados na defesa da cidade, e, mais tarde, o Arsenal de Guerra. No início do século XX o Arsenal é transferido para a Ponta do Caju, abrindo o caminho para a adaptação do conjunto para suas novas funções : Pavilhão das Grandes Indústrias da "Exposição Internacional de 1922". Por determinação do Presidente Epitácio Pessoa, o Pavilhão abrigou, em duas de suas salas, o núcleo inicial do Museu Histórico Nacional. Com o encerramento da Exposição, o Museu veio ocupando progressivamente toda a área.

Visando recuperar a arquitetura original, ampliar espaços destinados ao público, aprimorar os serviços oferecidos aos visitantes, democratizar o acesso dos mais diversos segmentos da sociedade e viabilizar uma circulação e um percurso adequados ao discurso museográfico, o conjunto arquitetônico que abriga o Museu passou, entre 2003 e 2006, por importantes obras de restauração e modernização.

Vagas exclusivas no estacionamento. elevadores com cabine e portas de entrada acessíveis para pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida. rampa de acesso. sinalização em braile. textos/etiquetas em braile com informações sobre os objetos em exposição.

rioecultura : MHN : pateo Minerva

Um pouco sobre acervo
O Museu Histórico Nacional reúne um acervo de mais de 264.332 itens, entre os quais a maior coleção de numismática da América Latina. O conjunto arquitetônico que abriga o museu desenvolveu-se a partir do Forte de Santiago, na Ponta do Calabouço, um dos pontos estratégicos para a defesa da cidade do Rio de Janeiro.

O Museu Histórico Nacional mantém, em 9.557 metros quadrados de área aberta ao público, galerias de exposições permanentes e temporárias, além da biblioteca especializada em História do Brasil, História da Arte, Museologia e Moda, do Arquivo Histórico com documentos manuscritos, aquarelas, ilustrações e fotografias, entre as quais exemplares de Juan Gutierrez, Augusto Malta e Marc Ferrez e do Centro de Referência Luso Brasileira, com ampla bibliografia e documentação sobre Brasil e Portugal.

Mantém, ainda, programas voltados para estudantes, professores, terceira idade e comunidades carentes. As áreas de Reserva Técnica, Laboratório de Conservação e Restauração e Numismática (coleção de moedas e outros valores impressos) podem ser consultadas, mediante agendamento prévio.

O Circuito de exposições inicia-se no térreo, no hall de escadas rolantes, com a escultura equestre de D. Pedro II, de Francisco Manoel Chaves Pinheiro. No hall do segundo pavimento, tem-se acesso à galeria com teto decorado por Carlos Oswald. As exposições apresentam a história do Brasil: acervo tradicional, peças contemporâneas e recursos multimídia auxiliam o visitante na compreensão da história.

rioecultura : MHN : estatua equestre


 
EXPOSIÇÕES EM CARTAZ
As Moedas Contam a História
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Circuito de exposições permanente : Núcleo 3 : A CONSTRUÇÃO DA NAÇÃO [de 1822 a 1889]
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Circuito de exposições permanente : Núcleo 1 : ORERETAMA
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Circuito de exposições permanente : Núcleo 2 : PORTUGUESES NO MUNDO [de 1415 a 1822]
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Circuito de exposições permanente : Núcleo 4 : A CIDADANIA EM CONTRUÇÃO [de 1889 à atualidade]
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Do móvel ao automóvel: Transitando pela História
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Farmácia Teixeira Novaes
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Hall dos Arcazes - Galeria BankBoston
até: Exposição de longa duração - sem data de término
Pátio dos canhões
até: Exposição de longa duração - sem data de término


- NÃO HÁ AGENDA DE EVENTOS

EXPOSIÇÃO EM MEMÓRIA
[o que passou por aqui e não está mais em cartaz]
Achados da Leopoldina: Arqueologia Urbana na Era Digital
Tão importante, tão esquecido: o bairro da Misericórdia
Contos Preciosos de Gerardo Sacco, da Magna Grécia ao Terceiro Milênio
Emanoel Araujo. Autobriografica do Gesto|Cosmogonia dos Símbolos
Pioneiros & Empreendedores – A Saga do Desenvolvimento no Brasil
Parallel Nippon – Arquitetura Contemporânea Japonesa 1996-2006
EINSTEIN
Centenário Tancredo Neves
Tapeçarias Francesas – Patrimônio e Criação – De Eckout aos nossos dias
A Sedução do Oriente: A arte asiática na coleção do MHN
Joaquim Nabuco: Brasileiro, Cidadão do Mundo
Pierre Verger - Andalucía, 1935
Cartazes da Guerra - 1936 - 1939
Tesouros do Louvre – Esculturas de Houdon
Corpo Humano: Real e Fascinante
Casas de Brasileiro
La muerte ilustrada