rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
EVENTOS
VOLTAR
[ teatro ]
[23.09.09 a 27.09.09]
Vestido de Noiva

teatro :  [23.09.09 a 27.09.09] <br>Vestido de Noiva
Local: CAIXA Cultural Rio
[Unidade Almirante Barroso]

Avenida Almirante Barroso, 25
Centro
(21) 2544-4080
Data: 23 a 27 de setembro
[quarta-feira a domingo]
Hora: quarta a sábado às 20h
domingo às 19h
Valor: R$20 [inteira]
R$10 [meia]
bilheteria: de terça a domingo, das 15h às 20h

Duração:
100 minutos

Capacidade:
388 lugares

Classificação etária:
14 anos

Acesso para portadores de necessidades especiais
Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem aviso prévio. Por isso, é recomendável confirmar as informações por telefone antes de sair.
compartilhe
Vestido de Noiva

Com direção de Gabriel Villela, o texto clássico de Nelson Rodrigues é a peça considerada marco inicial do moderno teatro brasileiro, encenada pela primeira vez, em 1943, por Ziembinski. Depois de aclamada temporada em São Paulo, que lhe rendeu as indicações ao Prêmio Shell de 2009 pelo figurino e trilha musical, a peça faz turnê nacional e traz um grande elenco que reúne Marcello Antony, Leandra Leal, Vera Zimmermann, Luciana Carnieli, Maria do Carmo Soares, Pedro Henrique Moutinho, Rodrigo Fregnan, Cacá Toledo, Helô Cintra e Flávio Tolezani.



A montagem é uma combinação de estilos dramáticos. A protagonista Alaíde (Leandra Leal) vive um triângulo amoroso com seu marido Pedro (Marcello Antony) e sua irmã Lúcia (Vera Zimmermann). Após uma discussão com Lúcia, Alaíde é atropelada. Desacordada, alternando entre o sonho e a realidade, ela revive passagens de sua vida: o dia de seu casamento, o suposto assassinato que cometeu contra seu marido e os planos de Pedro e Lúcia de matá-la. Essas lembranças e alucinações são conduzidas pela figura de Madame Clessi (Luciana Carnieli), uma prostituta idolatrada por Alaíde.

A mente da protagonista é povoada ainda pelas figuras da mãe, dos médicos, dos jornalistas que cobrem o acidente, das prostitutas do bordel de Clessi - personagens vividos pelos outros seis atores do elenco. Realidade, memória e alucinação Estruturado em três planos intercalados que remetem a diferentes dimensões: realidade, memória e alucinação -, o texto é essencialmente freudiano, já que os planos da alucinação e da memória se passam no subconsciente da personagem. Em um constante jogo entre realidade e alucinação, questiona-se a distorção e a subjetividade da realidade, bem como as fronteiras entre o real e onírico.

Polêmica desde a época da primeira montagem, Vestido de Noiva integra, segundo o professor-doutor Sábato Magaldi (estudioso de Nelson Rodrigues), a série de peças psicológicas do dramaturgo, com uma linguagem forte que transporta para o palco a profunda angústia presente nos textos do autor, que chocam e emocionam o público há gerações pelo modo cru e abrupto de retratar a realidade velada da classe média carioca.

Escrita por Nelson Rodrigues em três atos, a encenação do diretor Gabriel Villela é feita em dois atos, divididos por um intervalo de 15 minutos. "O primeiro e segundo atos da peça acontecem o tempo inteiro dentro da alucinação. A realidade que às vezes penetra nesse mundo se dá por informações pontuais, como os sons do acidente, os batimentos cardíacos da personagem enquanto o médico a está operando. Mesmo assim, os dois mundos estão muito interligados", explica.

Gabriel Villela privilegia o trabalho de ator e o texto. A passagem para cada um dos planos recai mais sobre a capacidade dos atores de contar a história do que a cenografia em si. "Os três planos estão presentes originalmente de acordo com as rubricas do autor", afirma Villela.

Sobre o diretor

Diretor, cenógrafo e figurinista, Gabriel Villela estudou direção teatral na USP e iniciou sua carreira em 1989 com Você Vai Ver o que Você Vai Ver, de R. Queneau, e O Concílio do Amor, de O.Panizza. Ganhador de diversos prêmios, como Molière, Prêmio Sharp, Shell, Troféu Mambembe, cinco APCA, Prêmio APETESP e PANAMCO, Gabriel já encenou Heiner Muller (Relações Perigosas), Calderón de la Barca (A Vida é um Sonho), William Shakespeare (Romeu e Julieta), Nelson Rodrigues (A Falecida), Arthur Azevedo (O Mambembe), Strindberg (O Sonho) e João Cabral de Melo Neto (Morte e Vida Severina).

Depois veio a trilogia de musicais de Chico Buarque para o TBC: Ópera do Malandro, Os Saltimbancos e Gota D´Água. Dirigiu também A Ponte a Água de Piscina, de Alcides Nogueira, ganhador de três Prêmios Shell, em 2002. Em 2004 montou Fausto Zero, do escritor alemão J.W. Goethe, com a qual esteve na Rússia. Em 2006, montou Esperando Godot. Em 2008, foi premiado com a peça Salmo 91, tornando-se um dos mais renomados diretores teatrais com reconhecimento internacional. No mesmo ano montou Calígula. Com o Grupo Galpão (Romeu e Julieta e A Rua da Amargura) foi convidado para uma temporada no Globe Theatre, em Londres, uma reconstrução do teatro original em que Shakespeare encenava seus textos, no século XVI, conquistando a crítica e o exigente público londrino.

FICHA TÉCNICA

Texto: Nelson Rodrigues
Direção e figurinos: Gabriel Villela
Cenografia: J.C. Serroni
Elenco: Leandra Leal, Marcello Antony, Vera Zimmermann, Luciana Carnieli, Maria do Carmo Soares, Pedro Henrique Moutinho, Rodrigo Fregnan, Cacá Toledo, Helô Cintra e Flávio Tolezani
Produção Executiva: Claudio Fontana
Trilha Sonora: Daniel Maia
compartilhe VOLTARSUBIR
 
Veja todos os eventos indicados pelo Rio&Cultura [clique aqui]
 

Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
ATENÇÃO
Antes de efetuar o convite, verifique se todos os campos estão preenchidos corretamente.


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
ATENÇÃO
Antes de efetuar a indicação, verifique se todos os campos estão preenchidos corretamente.

Relação de eventos sugeridos
Pesquise no Rio&Cultura - by Google
 
EXPOSIÇÃO
destaque

rioecultura : EXPO Relações e Projeções [Simone Mendes] : Espaço Cultural da Defensoria Publica do Rio de Janeiro (ADEPERJ)
Relações e Projeções [Simone Mendes]
Relação completa de Exposições
MATÉRIA
destaque

rioecultura : MATÉRIA Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Relação completa de Matérias

BIBLIOTECA
livro indicado

Livro: Rio de Janeiro, Século XIX - Cidade da Ópera
Editora: Garamond

Relação completa de Livros
ARTIGOS
destaque

rioecultura : ARTIGO Carioquinha 2015
Carioquinha 2015
Relação completa de Artigos
 
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura