locais culturais
Nossa Senhora da Glória do Outeiro
rioecultura : Nossa Senhora da Glória do Outeiro
Compartilhar
Nossa Senhora da Glória do Outeiro
Classificação: Igreja Histórica
Endereço: Praça Nossa Senhora da Glória, 135/204
Glória - Rio de Janeiro / RJ
CEP 22211-110
Telefone: (21) 2225-2869
2557-4600
website: www.outeirodagloria.
org.br

Funcionamento:
Missas:
Domingos, às 9h e às 11h

Museu:
De 3ª a 6ª feira, das 9h às 17h
Sábados, das 9h às 12h
Domingos, das 9h às 13h

Visitação à Igreja:
De 2ª a 6ª feira, das 9h às 17h
Sábados e domingos, das 9h às 12h

Secretaria:
De 2ª a 6ª feir
Ingresso: Entrada franca
Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem aviso prévio. Por isso, é recomendável confirmar as informações antes de sair.
EM BREVE DISPONIBILIZAREMOS O MAPA.
CONHEÇA MAIS

Fachada: Apesar da imponência arquitetural, transmite uma simplicidade e singeleza quase austeras. A forma octogonal dupla transparece no exterior. A igreja não possui propriamente uma fachada principal: é estruturada por planos sucessivos não paralelos.

Interior: A talha dos três altares são da concepção final do rococó, apresentando uma transição para o neoclássico. As pilastras, cimalhas e arcos duplos de cantaria produzem sensação de monumentalidade.

Planta: Consiste em dois octógonos irregulares, alongados e interligados. O templo possui três altares, capela-mor com corredor lateral e sacristia ao fundo. A Igreja da Glória representa uma grande inovação na arquitetura colonial brasileira, sendo um dos raros exemplos no Brasil da escola barroca de Borromini.

CRONOLOGIA

1567 - No antigo outeiro de Uruçumirim trava-se a batalha definitiva dos portugueses contra os invasores franceses, quando Estácio de Sá é atingido por uma flecha envenenada, vindo a morrer alguns dias depois.
1670 - Construído no outeiro uma pequena ermida sob a invocação de N.S.da Glória.
c.séc.XVII - Instituída a Irmandade de N.S.da Glória.
1714 - Iniciam-se as obras de construção de uma igreja no mesmo local da capela. (projeto atribuído a José Cardoso Ramalho).
1945 - Construído o plano inclinado.

PATRIMÔNIO

- Imagem de N.S.da Glória (altar-mor) - atribuída a Antônio da Cunha
- Imagem de Santo Amaro (altar-mor, à dir.)
- Imagem de São Gonçalo (altar-mor, à esq.)
- Lâmpadas em prata cinzeladas dos três altares - doadas por d.Pedro II.
- Bacias dos púlpitos (em cantaria) - final do século XVIII.
- Emblema do Império (sob o arco-cruzeiro)
- Painéis de azulejos da nave e altar-mor - 1735 a 1740 (composição barroca retratando a apaixonada Sulamita, um pastor e um anjo)
- Painéis de azulejos do coro - 1740 a 1745 (personagens do Antigo Testamento: Judas, Fares, Isaac, Aminabad, Aram e Naazan)
- Mísulas de suporte das colunas (com cabecinhas de anjos) - de feição rococó
- Elementos decorativos da parte superior dos retábulos dos altares laterais (rococós)
- Colunas coríntias com caneluras verticais (neoclássicas)
- Medalhão da Virgem da Glória (portada principal)
- Adro de pedra - local antigo das festas da Glória
- Museu da Imperial Irmandade de N.S.da Glória do Outeiro
- Sacristia
- Painéis de azulejos (profanos / cenas de caçada)
- Arcaz de madeira (séc.XIX)
- Oratório com a Imagem da Virgem
- Pinturas - representando os evangelistas
- Pintura do teto (séc.XIX)
- Piso de mármore
- Pias (duas) de lioz português (século XVIII)


- NENHUMA EXPOSIÇÃO EM CARTAZ

- NÃO HÁ AGENDA DE EVENTOS