locais culturais
Museu da Imagem e do Som (MIS)
rioecultura : Museu da Imagem e do Som (MIS)
Compartilhar
Museu da Imagem e do Som (MIS)
Classificação: Museu
Endereço: Praça Rui Barbosa, 1
Centro - Rio de Janeiro / RJ
CEP 20021-390
Telefone: (21) 2224-8461 / 2224-8501 / 2262-0309
website: www.mis.rj.gov.br
Funcionamento:
De 2ª a 6ª feira, das 11h às 17h
Ingresso: Entrada franca
Atenção: os horários e a programação podem ser alterados pelo local sem aviso prévio. Por isso, é recomendável confirmar as informações antes de sair.
EM BREVE DISPONIBILIZAREMOS O MAPA.
CONHEÇA MAIS

Primeiro museu audiovisual do país, reúne valioso acervo de filmes, vídeos, partituras, fotos, gravuras, serigrafias, instrumentos musicais, rádios e vitrolas. Além disso, também possui importantes coleções como as de Augusto Malta, Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim, Nara Leão, Irmãs Batista e Nelson Motta, entre outros.

O museu tem como missão proteger, preservar, guardar e conservar acervos audiovisuais de valor histórico e sócio-cultural permanente, assim como promover a divulgação e a utilização dos mesmos.

Um pouco sobre a história
Em 24 de abril de 1964, foi criada a Fundação Vieira Fazenda, responsável pela administração do Museu da Imagem e do Som, inaugurado em 03 de setembro de 1965, pelo então governo do Estado da Guanabara. Com a fusão dos Estados da Guanabara e Rio de Janeiro, em 1975, criou-se a FEMURJ – Fundação Estadual de Museus do Rio de Janeiro. Em 26 de setembro de 1976, os bens móveis (Museu da Imagem e do Som) da Fundação Vieira Fazenda foram incorporados à FEMURJ. Em 10 de dezembro de 1979, a FEMURJ foi absorvida pela FUNARJ – Fundação de Artes do Estado do Rio de Janeiro. Em 1990, através da Lei 1714, de 12.12.1990, o MIS transformou-se em fundação. Foi o primeiro museu audiovisual do país, instituído para acolher importantes coleções ligadas à história da cidade do Rio de Janeiro, com o objetivo básico de expor ao público o seu acervo. Sua sede está localizada na Praça Rui Barbosa, nº1. O prédio foi construído originalmente para abrigar o Pavilhão do Distrito Federal, durante a Exposição Internacional de 1922 – comemorativa do centenário da Independência do Brasil. Em 1989, em função das obras realizadas nesse prédio, o museu foi transferido para um prédio localizado na Rua Visconde de Maranguape, nº 15 – Lapa. Após o término das obras parte do seu acervo (iconografia, hemeroteca, partituras e vídeos) retornou à sede de origem. Na Lapa, está localizado o restante do acervo (Coleção Rádio Nacional, Discoteca, Fitas de Áudio e Reserva Técnica) e a administração da Fundação.

Um pouco sobre acervo
O acervo inicial do museu foi constituído através da compra dos arquivos fotográficos de Augusto Malta e Guilherme Santos e da musicoteca do Almirante, realizada pelo governo do Estado da Guanabara, em 1964. Após a inauguração do museu outras coleções foram sendo paulatinamente incorporadas ao seu patrimônio: Coleção Jacob do Bandolim, Coleção Elizeth Cardoso, Coleção Rádio Nacional, Coleção Odette Amaral, Irmãs Batista, Nara Leão, Abel Ferreira e outros. Durante todos estes anos, através de coleta, formou-se o acervo de depoimentos em áudio e vídeo, com gravações de personalidades de diferentes áreas culturais.


- NENHUMA EXPOSIÇÃO EM CARTAZ

- NÃO HÁ AGENDA DE EVENTOS