rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
Artigos
voltar

Sábado Cultural
Sábado Cultural
Postado na data de 01.08.09
compartilhe
Olá, leitor! Mais um sábado passou e fiz um passeiozinho cultural pelo centro do Rio de Janeiro.

Comecei pelo básico: CCBB. Revi a exposição "Virada Russa" e "Rebobine, Por Favor", que permanecem em cartaz respectivamente até 23 e 9 de agosto. São duas completamente diferentes, até mesmo na questão da interatividade. Uma você pode interagir, tocar, filmar, tirar fotos, brincar com amigos. Já a outra, você nem pode tossir que os vigias das salas já olham estranho. Tudo é arte. Cada uma tem sua importância e relevância.

Mas não estou aqui para falar do CCBB, afinal, é o centro cultural mais visitado. Quando a maioria das pessoas pensa em centro cultural, pensa em CCBB. Soube que o local até já virou "point" de encontros preveamente agendados via internet. Levei um susto quando soube, mas pelo menos as pessoas alimentam a libido e a cultura ao mesmo tempo.

Quando eu estava chegando no Centro de ônibus, passei pela Av Primeiro de Março, em frente à Galeria do Convento, e fiquei muito feliz ao vê-la aberta em pleno sábado, pois geralmente funciona somente durante a semana. Ela fica bem em frente ao Paço Imperial, do outro lado da rua. Alí, estão trabalhos de três fotógrafos que tiveram olhares diferentes sobre CUBA. Se você puder visitá-la, é rápido e visualmente bonito. Além do local ser histórico. clique aqui e conheça a exposição "CUBA: a realidade de um sonho".

Em seguida, visitei a CAIXA Cultural. Acredito que depois do CCBB, a CAIXA é o centro cultural com mais atividades simultâneas no Rio de Janeiro. Cinema, teatro, artes plásticas, fotografia, tudo reunido em um único lugar. MARAVILHOSO. Hoje, deslumbrei-me realmente com a CAIXA - só tive um porém, mas deixo para o final.

Para quem não leu, fiz um passeio dia 11.07 à CAIXA e deixei minhas impressões sobre as duas exposições em cartaz na época, registrei no blog (clique aqui e leia o artigo do blog). As exposições eram "A Arte de J. Borges" e "A arte indígena de Victor Brecheret". Duas excelentes exposições que me imprimiram ótimas lembranças e ainda estão em cartaz.

Atualmente, acontecem cinco exposições na CAIXA Cultural. Nunca pensei em ver tanta coisa. Já na entrada, fui surpreendido com um vestido-instalação pertencente à "Dress tents", a qual me arrancou risos - o vídeo é hilário. Os artistas Robin Lasser e Adrienne Pao criaram esculturas vivas através da fusão da arquitetura e do corpo humano.

Na sala de exposições do térreo, continua em cartaz "A Arte de J. Borges", que dispensa comentários. É emocionante. Principalmente depois de perder alguns minutos vendo o vídeo. A única coisa que senti falta foi a possibilidade de comprar alguma coisa de J. Borges. Mais uma vez, saí da exposição querendo levar tudo para casa. Deveriam ter uma lojinha!

Subindo as escadas, me deparei com "World Press Photo 2009", que mostra as fotos jornalísticas premiadss do ano de 2008. Ela ocupa o mezanino inteiro e tem cada foto chocante! Fiquei simplesmente hipnotizado diante de algumas. A impressão é de uma exposição itinerante, bem barata. Só com cavaletes e fotos penduradas. Algumas vezes fiquei perdido, nem tudo está ordenado por colocação e categoria, mas o que vale é o conjunto.

Nas galarias principais estão as duas exposições de maior peso: "A arte indígena de Victor Brecheret" e "Le Corbusier – Entre dois mundos". A primeira já comentei no blog (para ler o artigo do blog, clique aqui) é muito bem montada e conta a última fase artística de Brecheret. A segunda, inaugurada na segunda-feira última, dia 27 de julho, reúne um acervo esplêndido, 120 obras originais. A exposição foi "desenhada", através de paredes falsas, em forma de zigue-zague. Em uma determinada hora me senti perdido, não sabia onde estava geograficamente, mas as obras são tão interessantes que essa sensação desapareceu ao olhar para o lado. São projetos de arquitetura, desenhos, pinturas, colagens, litografias, esculturas, tapeçarias, maquetes, livros e fotografias, tudo de forma tão bem organizado que ao final se firma a importância história e o legado deixado por Le Corbusier. É incrível perceber que em apenas 20 anos (entre 1945 e 1965) ele pôde produzir tanta coisa importante, se tornando referência mundial até os dias atuais.

Ao final da visita, eu queria desesperadamente, me sentar, beber um cafezinho e comer uma fatia de bolo, mas o café estava fechado! Lamentável... Fiquei completamente desolado - e eu já havia escrito anteriormente um artigo sobre esse tema. Só tinha lugar para se sentar no saguão do térreo, nos bancos de alvenaria. Como diria a personagem "Copélia", de Arlete Salles, no programa de televisão "Toma Lá Dá Cá": "PREFIRO NÃO COMENTAR". Antes de terminar quero dizer que até fiz uma visita ao CCJF e lá também não tem café, mas essa história fica para um outro dia.

Abraços e Bom passeio!

Gustavo Nardelli
------------------------------------------------------

CAIXA Cultural [Unidade Almirante Barroso]
Avenida Almirante Barroso, 25 - Centro
(21) 2544-4080
Funcionamento:
De 3ª a 6ª feira, das 10h às 22h
Sábado, domingo e feriado, das 10h às 21h
Ingresso: Entrada franca

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ
Clique no nome da exposição e conheça mais sobre ela:
- A arte de J. Borges: do Cordel à Xilogravura [José Francisco Borges]
- A arte indígena de Victor Brecheret
- Dress Tents [Robin Lasser / Adrienne Pao]
- Le Corbusier – Entre dois mundos
- World Press Photo 2009
compartilhe   |  Comentar   |  Ler Comentário
[subir]
Relação de Artigos

MATÉRIA
destaque

rioecultura : MATÉRIA Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Relação completa de Matérias
EXPOSIÇÃO
destaque

rioecultura : EXPO Exposição de Percurso : Museu Casa de Benjamin Constant
Exposição de Percurso
Relação completa de Exposições
cadastre-se Divulgue
BIBLIOTECA
livro indicado

Livro: Rio de Janeiro, Século XIX - Cidade da Ópera
Editora: Garamond

Relação completa de Livros
EVENTOS
destaque

Relação completa de Eventos
 

Seu nome:

Comentário:

ATENÇÃO
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.



Seja o Primeiro a comentar!

Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
 
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura