rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
Artigos
voltar

CASA COR Rio 2009 homenageia Burle Marx e prioriza a sustentabilidade
CASA COR Rio 2009 homenageia Burle Marx e prioriza a sustentabilidade
Postado na data de 31.08.09
compartilhe
Imagine um condomínio residencial de estúdios instalado na tribuna popular do Jockey Club ou um antigo depósito transformado em rstaurante... Foi exatamento o que encontrei ao visitar o Casa Cor Rio 2009 - evento que já faz parte do calendário oficial da cidade do Rio de Janeiro.



A proposta para a 19ª edição do Casa Cor Rio, que está aberta ao público a partir de 1º de setembro, é apresentar soluções alternativas de moradia ocupando imóveis que não foram projetados para este fim. A utilização de produtos reciclados, idéias para economia de energia, novas matérias-primas etc, permite a adequação eficiente da sustentabilidade sem perder o charme e a elegância. Além disso, Burle Marx ganhou homenagem especial com um jardim de 1400 metros quadrados, além de várias reverências por parte de alguns arquitetos.

Uma das novidades é a programação cultural que este ano muda a cada semana. Veja abaixo as datas e artistas que terão suas obras expostas no espaço 41, "Galeria":
: 01 a 06.09 : João Magalhães, Bruno Miguel e Daniel Lannes
: 07 a 13.09 : Bet Batona
: 14 a 20.09 : Orlando Mollica
: 21 a 27.09 : Teresa Salgado
: 28.09 a 04.10 : BobN, Bernardo Ramalho e Pedro Varela.
: 05 a 11.10 : Felipe Fernandes
: 12 e 13.10 : Coletiva de múltiplos, desenhos e fotografias.



Em relação à edição do ano passado, essa está 15% maior. São 51 espaços e 76 arquitetos, decoradores e paisagistas, que ocupam uma área total de 14.800 metros quadrados, 6.570 de área construída, 5.751 de área externa.

Ficou cansado só com o que já falei? Então, se prepare! A lei para eventos dessa magnitude é usar sapatos confortáveis, roupa e acessórios leves, uma bolsa ou sacolinha para guardar todos os cartões dos arquitetos e muita, mas muita, disposição para visitar todos os espaços.

Não entendo muito de arquitetura, sou apenas um admirador, por isso, convidei o arquiteto e urbanista Roberto Reis para me acompanhar. Como a proposta principal do Casa Cor é a sustentabilidade, destacamos algumas novidades interessantes para o Rio&Cultura.

Levamos aproximadamente 6 horas para percorrer tudo. Claro que paramos para descansar algumas vezes, almoçamos, tomamos café e usufruímos dos jardins (um dos grandes destaques é o Jardim Burle Marx, com 1.400 metros quadrados, que foi idealizado pelo escritório de Haruyoshi Ono, sócio de Roberto Burle Marx por 30 anos).




:: DESTAQUES E NOVIDADES ::

SALA DE IMPRENSA [Espaço 04]
Criatividade e graça são as marcas das arquitetas Carolina Escada e Patrícia Landau, que criaram um canto aconchegante com teto e parede angulosos revestidos por madeira pré-composta e vidro serigrafado, para a sala de imprensa. O aproveitamento do vão sob a arquibancada de concreto, da tribuna C, resultou em um escritório com ótimo efeito plástico. É possível conversar com o colega em um baixíssimo tom de voz, graças a acústica perfeita obtida.



SALA DE LEITURA [Espaço 06]
Algumas propostas de mobiliário e marcenaria muito simples resolvem problemas prosaicos que todos temos no cotidiano como aquele livro que nunca para em pé na estante. Os arquitetos Laurent Croisandeau e Patrícia Marinho resolvem isto colocando pequenas placas de vidro incolor encaixadas em rabaixamentos nas prateleiras.



WC PÚBLICO MASCULINO [Espaço 09]
Milton Rocha produziu um abiente sóbrio e elegante com piéces de resisténce inusitadas como o pouf composto por tronco de madeira cilíndrico (FINISH), cuja aparência que se assemelha a um estofamento revestido por couro natural, convida a sentar para testar a textura do mesmo, que parece acolchoado.



WC PÚBLICO FEMININO [Espaço 11]
A arquiteta Sophia Galvão criou um conjunto bancada/lavatório de linhas delicadas e sóbrias em Corian, imaculadamente branco, que apesar de composto por três grandes peças, tem emendas tão perfeitas que resultam numa belíssima escultura, arrematadas por luminárias (arandelas) pendentes, que conferem uma atmosfera chic, com releitura provençal.



ADEGA [Espaço 13]
A estante para vinhos com desenho que remete a um “jogo da velha” compõe um descontraído visual para a adega tropical projetada por Bia Slaibi e Deborah Wilcox. A novidade está no uso de pastilhas de côco como revestimento para piso, proporcionando aconchego aos visitantes, sommeliers ou não.



LAVANDERIA [Espaço 16]
Destaque para o mosaico de vidrotil, com iluminação indireta, que faz alusão ao projeto dos jardins suspensos do Palácio Gustavo Capanema, feiro por Burle Marx.



FITNESS [Espaço 17]
Na academia de ginástica, encontramos uma “parede verde” composta por dezenas de jarrinhos com trapoerabas ou tostões plantadas, que podem ser retirados dos nichos redondos para rega e manutenção. Uma solução simples com resultado visual muito agradável para quem malha em um lugar fechado, sem janelas ou outras fenestrações.(aberturas, em italiano - termo muito usado entre arquitetos).



ESTÚDIO ATELIÊ [Espaço 20]
Do arquiteto Mário Santos, foi todo inspirado a partir do painel de Burle max, que foi presenteado à Janete Costa, mãe de Mário. A dupla homenagem a Janete e Max está expressa em várias peças que refletem a personalidade dela. O maior destaque é a escada de acesso ao mezzanino, que contém uma estante para livros com design sofisticado e leve. O mobiliário foi pensado para ter múltiplas funções como a mesa que pode ser usada para jantar ou reuniões, com a mesma elegância, bastando uma pequena troca de posição das cadeiras ou a luminária, também projetada por Mário, que funciona simultaneamente como porta-copos.



ESTÚDIO DE UM CASAL [Espaço 24]
Projetado por Paola Ribeiro, propõe a adaptação de um casal de colecionadores de arte que vieram de um imóvel maior. O projeto permite uma grande variedade de ambientes, com conforto, apesar do espaço reduzido, para possibilitar a exposição que uma numerosa coleção de obras de arte. A escada de acesso ao Mezzanino, é a mais confortável e ergonômica de toda a mostra, e tem, ainda, uma eficientíssima iluminação lateral ao longo de todo o percurso, embutida na parede, possibilitando acesso seguro e agradável entre os dois pavimentos do Loft. Parabéns, Paola!



COZINHA GOURMET [Espaço 36]
Os divertidos desenhos que indicam as entradas dos banheiros masculino e feminino na cozinha gourmet, feita por Gorette Colaço são inusitados.



LOJA DO CHOCOLATE [Espaço 43]
Ambiente acolhedor e convidativo para uma boa degustação, o espaço Bel trufas, projetado por Fernanda Mancini e Anderson Macedo tem quatro mesas/aparadores cujas bases são molas de caminhão reaproveitadas com belíssimos tampos compostos por vidro moído reciclado. Chama, também, à atenção, o revestimento de parede composto por “vértebras” da Bambu Revest. O piso vinílico, também sustentável, da FADEMAC, composto por 60% de reaproveitamento do PVC “METALIC”.



CAFÉ DA PRAÇA [Espaço 44]
Projetado por Cristina Bezamat e Laura Bezamat, foi construído sobre a calçada em frente ás bilheterias. O maior charme está na jardineira central fechada por um banco revestido por granito Santa Cecília texturado, fornecido pela Brasil Stone e piso em madeira sustentável envelhecida, fornecida pela Orlean. Destaque no mobiliário para a poltrona PANTOSH, desenvolvida pelos arquitetos Leonardo Lattaro e Pedro Moog, que funde os desenhos já consagrados de Charles Macintosch e Verner Panton, com inspiração antropofágica, à la Oswald de Andrade. O resultado é uma poltrona extremamente confortável e ergonômica que é impossível não experimentar.



LIVRARIA [Espaço 45]
Projetada pelo arquiteto Leonardo Pascual, os destaques ficam por conta das prateleiras em aço laqueadas em banco, engastadas na parede e o ventilador de teto fasst trade fornecido pela Aristell.



LOJA CASA COR [Espaço 48]
As arquitetas Viviane Cunha e Elisa Latgé criaram um espaço dedicado à inclusão social para exposição de trabalhos de artesanato produzidos pelo SOL, com ênfase em material sustentável criando uma caixa com a mesma madeira para piso e parede e iluminação indireta no painel translúcido ao fundo, em tensoflex, com lâmpadas T-5, da Osram. Vale também notar a agradável ventilação cruzada produzida pelas venezianas de madeira na fachada e na parte superior da parede do fundo. A refrigeração, ecológicamente correta, é feita pelo ECOBRISA, certificado pelo Green Peace.



Os ambientes não cometados aqui também apresentam soluções interessantes, mas preferimos destacar os que são mais inusitados ou diferentes.

Uma dica é dispor de tempo para o Casa Cor. Todos os ambientes oferecem um detalhe que merece um olhar atento e, com certeza, alguns vão chamar a sua atenção. Não deixe de usufruir dos restaurantes, cafés, sorveteria, livraria, galeria de arte, sem falar das lojinhas - tudo está a venda - e algumas coisa são fabulosas.

Bom passeio!

Gustavo Nardelli

--------------------------------------

Roberto Reis
[arquiteto e urbanista]
21 3234-8243 / 9988-0368
robertoreis3@superig.com.br

--------------------------------------

CASA COR RIO 2009
Jockey Club Brasileiro - Gávea
Pça Santos Dumont, 31 - Tribuna C

Período
1 de setembro a 13 de outubro de 2009
SPECIAL SALE: 12 e 13 de Outubro

Horário
De terça-feira a domingo, das 12h às 22h

Ingresso
R$25 [de terça a quinta-feira]
R$30 [de sexta-feira a domingo e feriados]
Estudantes e idosos acima de 60 anos apresentando documento oficial pagam meia entrada.
compartilhe   |  Comentar   |  Ler Comentário
[subir]
Relação de Artigos

MATÉRIA
destaque

rioecultura : MATÉRIA Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Museu Marítimo do Brasil integrará o circuito cultural da orla portuária do Rio de Janeiro
Relação completa de Matérias
EXPOSIÇÃO
destaque

rioecultura : EXPO Exposição de Percurso : Museu Casa de Benjamin Constant
Exposição de Percurso
Relação completa de Exposições
cadastre-se Divulgue
BIBLIOTECA
livro indicado

Livro: Rio de Janeiro, Século XIX - Cidade da Ópera
Editora: Garamond

Relação completa de Livros
EVENTOS
destaque

Relação completa de Eventos
 

Seu nome:

Comentário:

ATENÇÃO
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.


A reportagem tá um luxo mesmo!
  Postado por: .Raphael Marconi


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
 
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura