rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
Matérias
voltar

Obras de Hélio Oiticica em exposição em vários locais do Rio
Obras de Hélio Oiticica em exposição em vários locais do Rio
Postado na data de 06.09.10
compartilhe
A Petrobras, o Ministério da Cultura, o Paço Imperial – Centro Cultural do IPHAN/ MinC, a Casa França-Brasil e a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro apresentam a exposição “Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”, a maior retrospectiva já realizada sobre o artista, com cerca de 90 obras, mais filmes, fotografias e documentos.

Com curadoria de Cesar Oiticica Filho e Fernando Cocchiarale, a mostra cobre todos os períodos da produção do artista, um dos mais pesquisados e exibidos, mundo afora, dentre os nomes brasileiros.

EXPOSIÇÕES
------------------------------------------
- PAÇO IMPERIAL [clique aqui e veja detalhes]
- CASA FRANÇA-BRASIL [clique aqui e veja detalhes]
- MAM [Jardins]
- Central do Brasil
- Praça XV
- Lido
- Aterro do Flamengo
- Centro Cultural Cartola (Mangueira)
------------------------------------------

rioecultura : Obras de Hélio Oiticica em exposição em vários locais do Rio

A mostra é uma itinerância ampliada da realizada em março no Itaú Cultural, em São Paulo. O patrocínio da mostra é da Petrobras, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e da Secretaria de Estado de Cultura. O Ministério da Cultura, que vem apoiando o Projeto Helio Oiticica, é parceiro estratégico da mostra retrospectiva.

Ancorada no Paço Imperial e na Casa França-Brasil, a exposição abrangerá ainda obras monumentais de Helio Oiticica [1937-1980] instaladas em espaços públicos do Centro, Zona Sul e Zona Norte do Rio: Praças XV e do Lido, Aterro do Flamengo, área externa do MAM, Centro Cultural Cartola (Mangueira) e estação Central do Brasil.

Dessas obras monumentais, estão quatro raríssimos penetráveis, que não foram vistos por ocasião da exibição realizada em São Paulo, de março a maio deste ano, no Itaú Cultural e em outros pontos da capital paulistana. São eles: “PN 16” (ou “PN Nada”), nunca realizado em tamanho natural, concebido em 1971 para a Praça da República, em São Paulo, e que ficará na Praça XV; “Éden”, um conjunto de vários ambientes que estará na Casa França-Brasil, e integrou a primeira exposição do artista em Londres, na White Chapel, em 1969; “Mesa de Bilhar – Apropriação d’après O Café Noturno de Van Gogh”, que ficará na Central do Brasil, nunca mostrada desde que foi criada, em 1966; e “Bólide Área Água”, na Praça do Lido, não visto desde que foi feito, em 1970.

O penetrável “PN28 – Nas quebradas”, de 1979, ficará no Centro Cultural Cartola, na Mangueira; e “A Invenção da luz”, de 1978/80, ficará no Aterro do Flamengo. No MAM Rio, próximo à passarela de acesso, estará o penetrável “PN14 – Map”, de 1971.

Em cada um dos pontos onde estarão as obras, haverá uma sinalização com o circuito completo da exposição na cidade. “A ideia é que cada obra do Hélio sirva de porta de entrada para o universo do artista”, ressalta César Oiticica Filho, que também é curador do Projeto Hélio Oiticica.

A ocupação de vários espaços no Rio evoca, ainda, uma característica do artista, que desde menino dizia que precisava andar para pensar, para perceber o mundo à sua volta e organizar as ideias. “Ele desenhava as rotas de todos os ônibus”, diz César Oiticica Filho. Já adulto, costumava fazer longas caminhadas, no que ironicamente chamava de “Delirium Ambulatório”, para relacionar à agitação motora de alguns pacientes psiquiátricos.

A exposição tem como objetivo quebrar fronteiras, não só as paredes do museu, mas também ampliar a área de alcance da arte para grandes instalações na rua. Além da exposição, serão construídos cinco penetráveis espalhados pela cidade do Rio de Janeiro, que funcionarão como locais para performances e proposições de HO e de outros artistas”, afirmam os dois curadores. César Oiticica Filho lembra ainda que no final de sua vida, Hélio Oiticica “não se considerava mais um artista, mas um propositor que instigava o artista que existia em cada pessoa”.

Haverá ainda publicação de um catálogo e um amplo programa educativo, coordenado por Luiz Guilherme Vergara. As obras que estarão em espaço público serão acompanhadas por monitores, nos horários abertos à visitação, e, depois disso, fiscalizadas por seguranças contratados pela exposição.

PAÇO IMPERIAL

No Paço Imperial, a mostra ocupará todo o primeiro andar, onde estarão os “metaesquemas” [séries de desenhos, como “Grupo Frente”, “Pré-neoconcreto”, dentre outros]; os “relevos espaciais”; os penetráveis “PN1” (1960), “Tropicália [PN2 "A Pureza é um mito" e PN3 "Imagético"], de 1967; “bólides”, “parangolés”, “Cosmococas”, vitrines com documentos, como o Manifesto Neoconcreto, e os filmes [“PHOne”, 1974, “Invenção da Cor”, 2009; “Invention of Color”, 2009; e trecho do filme “H.O Supra-sensorial: a obra de Hélio Oiticica”; HO”, 1979 (direção: Ivan Cardoso). No pátio interno, ficará o penetrável “Macaléia”, de 1978. Na abertura do seminário, em outubro, será apresentado Guerra e Paz “Apocalipse”, 1968.

Nos dias 27 e 28 de outubro será realizado no Paço Imperial o seminário Hélio Oiticica – Museu é o mundo, com entrada franca. Organizado por Felipe Scovino, terá a participação de Andreas Valentin, Fernando Cocchiarale, César Oiticica Filho, Frederico Coelho, Sérgio Martins, Tania Rivera, Beatriz Scigliano, Paula Braga e Katia Maciel.


CASA FRANÇA-BRASIL

A Casa França-Brasil abrigará os penetráveis “Éden” e “Gal”, ambos de 1969, PN27 "Rijanviera" (1979); o parangolé “Capa Feita no Corpo” (1968), e os filmes “Agripina É Roma Manhattan” (1972), e “Brasil Jorge” (1972). Haverá ainda documentação sobre as obras expostas na instituição. No dia da abertura, o artista David Medalla fará uma performance e haverá uma homenagem da Mangueira a Helio Oiticica.


PETROBRAS E A OBRA DE HÉLIO OITICICA

O patrocínio da Petrobras à exposição “Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”, se soma a uma série de apoios que a empresa vem dando à obra deste artista fundamental na história da arte brasileira. Alguns exemplos são a mostra “Desenhos, Dibujos”, na Fundación Centro de Estudos Brasileiros, Galeria Portinari, em Buenos Aires, em 1999, uma realização do Projeto Hélio Oiticica com curadoria de César Oiticica Filho; o filme "Heliorama”, uma produção de 2004, de Ivan Cardoso; a construção do Penetrável “Magic Square nº 5”, de Hélio Oicitica, dentro do Espaço de Instalações Permanentes do Museu do Açude (que incluiu ainda obras de Anna Maria Maiolino, Iole de Freitas, José Resende, Lygia Pape, Nuno Ramos e Eduardo Coimbra).

A Petrobras patrocinou ainda o restauro de várias obras de Hélio Oiticica, em 2005, e suas exposições realizadas posteriormente no Museu de Houston, Texas, e na Tate Modern, em Londres.

Três obras de Hélio Oiticica – “Metaesquema”, de 1957, em guache sobre cartão – foram incorporadas à coleção do MAM Rio graças ao Programa Petrobras Artes Visuais, que selecionou, nas edições de 2001 e 2002, dois projetos de compra de acervo, propostos por Fernando Cocchiarale, então curador do Museu. Esses projetos receberam o total de R$ 1 milhão, e cobriram lacunas na coleção MAM Rio. Na primeira edição, foram priorizados “dois períodos fundamentais da arte brasileira em nossa coleção: o Grupo Frente, o Neoconcretismo (Décio Vieira, Hélio Oiticica e Ivan Serpa) e o experimentalismo (Antonio Manuel, Artur Barrio, Carlos Zilio, Cildo Meireles e Waltercio Caldas)”, lembra Cocchiarale. Na segunda edição, a compra de acervo foi completada com obras de Lygia Pape, Antonio Dias, Hércules Barsotti, Willys de Castro, Tunga, Regina Silveira e José Damasceno.

Na área de artes visuais, além da exposição “Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”, a Petrobras é mantenedora do MAM Rio, patrocina seu Núcleo Experimental de Educação e Arte, e ainda a 29ª Bienal de São Paulo. Até o final do ano será divulgado o resultado do Programa Petrobras Cultural, que deverá apresentar novos projetos de artes visuais nas áreas de educação e memória.



SERVIÇO
“Hélio Oiticica – Museu é o Mundo”
Abertura: 11 de setembro de 2010, sábado
15h, no Paço Imperial e ocupações na cidade, e
17h, na Casa França-Brasil, com performance de David Medalla e uma homenagem da Mangueira a Helio Oiticica.

>> Central do Brasil
“Mesa de Bilhar – Apropriação d´après O Café Noturno de Van Gogh”
Abertura: 25 de setembro, sábado
Até 21 de novembro de 2010
Entrada franca

>> Paço Imperial
Praça Quinze de Novembro, 48
Centro – Rio de Janeiro – CEP20010-010
Tel. 21 2215 2622
terça a domingo, das 12h às 18h

>> Casa França-Brasil
Rua Visconde de Itaboraí, 78
Centro – Rio de Janeiro – CEP20010-060
Tel. 21 2332 5120
terça a domingo, das 10h às 20h

>> Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – Jardins
Av Infante Dom Henrique 85 Parque do Flamengo
Rio de Janeiro – CEP20021-140
www.mamrio.org.br

>> Hélio Oiticica – Museu é o Mundo
Curadoria: Cesar Oiticica Filho e Fernando Cocchiarale
Patrocínio: Petrobras
Parceiro estratégico: Ministério da Cultura
[a partir da Lei do ICMS]
Idealização: Projeto Itaú Cultural e Projeto Hélio Oiticica
Produção: Automatica

Apoio: Amigos do Paço, MAM-RJ, Millenium, Foco Art Group, Allianz, Centro Cultural Cartola, Super Via
Promoção: Clear Channel

Visitação às ocupações na cidade (transporte gratuito)
Partida: Casa França-Brasil, sábados e domingos, às 11h30 e 15h30
Vagas limitadas. Inscrições com 30 min de antecedência no local
compartilhe   |  Comentar   |  Ler Comentário
[subir]
Relação de Matérias

ARTIGOS
destaque

rioecultura : ARTIGO Carioquinha 2015
Carioquinha 2015
Relação completa de Artigos
EXPOSIÇÃO
destaque

rioecultura : EXPO Exposição de Percurso : Museu Casa de Benjamin Constant
Exposição de Percurso
Relação completa de Exposições
BIBLIOTECA
livro indicado

Livro: Rio de Janeiro, Século XIX - Cidade da Ópera
Editora: Garamond

Relação completa de Livros
EVENTOS
destaque

Relação completa de Eventos
  Divulgue
 

Seu nome:

Comentário:

ATENÇÃO
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.



Seja o Primeiro a comentar!

Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
 
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura