rioecultura rioecultura
Facebook Twitter Pinterest Picasa Instagram
EXPOSIÇÕES EVENTOS LOCAIS CULTURAIS COLUNISTAS ARTIGOS MATÉRIAS NOTÍCIAS INSTITUCIONAL COLABORADORES CONTATO
TRANSLATE THIS WEBSITE
Matérias
voltar

Sala do Artista Popular recebe a exposição Artes e Ofícios de Pedro II
Sala do Artista Popular recebe a exposição Artes e Ofícios de Pedro II
Postado na data de 20.08.09
compartilhe
Em uma quinta-feira chuvosa no Rio de Janeiro, mais uma exposição abre suas portas para a apreciação popular. Acredito que por causa da chuva não tinha muita gente. O coquetel "rolando solto" e os vernisseiros marcando presença.

Um fato curioso é perceber que alguns lugares propiciam o aparecimento dos vernisseiros. Sempre tem alguns nas aberturas que ocorrem na Sala do Artista Popular. Mas não é isso que quero chamar atenção e sim para outro detalhe, pois essa não é uma exposição qualquer! Não é uma coletiva de artistas e sim uma coletiva de artesãos.

A Sala do Artista Popular, do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, no Catete, em frente à saída do metrô e ao lado do Museu da República, tem como objetivo ser um espaço para a difusão da arte popular. Ali, os artistas expõem seus trabalhos, que podem ser comprados pelo visitante.

Para quem nunca visitou a "Sala do Artista Popular", vou fazer um pequeno descritivo: não é grande, tem suas dimensões do tamanho de uma pequena galaria, em formato quadrado, não há muito espaço para se colocar as peças e sem possibilidade para grandes cenografias. Dessa forma, a Sala passa um ar "intimista" e se pode, geralmente, interagir com a obra. Na verdade é uma exposição-venda. Nela os artistas expõem seus trabalhos, estipulando livremente o preço e explicando as técnicas envolvidas na confecção (tem tudo nas etiquetinhas).

Cada obra exposta é um produto que pode ser consumido. Isso eu adoro! O melhor da exposição é ver algo de que se goste e se pode comprar.

Além de tudo, a exposição é bem diferente que a tradicional com quadros ou esculturas. "Artes e ofícios de Pedro II" mostra as diferentes tradições artesanais de uma região, ao norte do Piauí, com mais de 36 mil habitantes. Fundada pelos portugueses no final do século XVIII, Pedro II é chamdo de "Terra da opala", como se lê no portal à entrada da cidade, e possui a pedra e os modos de vida do garimpo como uma interessante atração para os visitantes.

Em paralelo à mineração, o artesanato é outro meio de renda. Além de tecidos e do barro, veem-se nas feiras regionais outros produtos típicos: vassouras e chapéus de palha de carnaúba, jacás de taboca, calçados de couro, bancos de madeira e couro, entre outros.

A exposição, entremeada por painéis que falam sobre Pedro II, mostra um pouco de cada tipo de artesanato produzido. Fiquei surpreso com a diversidade de materiais utilizados e variedade de produtos e cores. O melhor de tudo é que todos estão à venda. Confira alguns produtos e seus preços:

> Tapetes pequenos: R$10
> Toalhas de mesa: R$80
> Vasos e potes: de R$50 a R$200
> Pasasdeiras em tecido e palha: R$45
> Jogo americano: R$7,50 (a unidade)
> Redes: R$165
> Chales: R$30

Essa é a média de preços que encontrei lá. Pode ter até mais barato ou mais caro. Tudo depende do material usado, tamanho, tipo de trama, cores etc.

:: Minha dica :: Para quem gosta de história e natureza

No bairro do Catete, você encontra essas duas juntas. Um bairro histórico, com casarios tombados e os jardins do Palácio do Catete convidam para um passeio irresistível. Pode-se tomar um cafézinho, ver os patos, levar as crianças para se divertirem nos brinquedos... Tudo isso há um passo do Aterro do Flamengo.

Então, tire uma tarde para fazer esse passeio, se não tiver disposição para almoçar em um dos inúmeros restaurantes das redondezas, prepare alguns sanduiches e faça um "picknick" em uma das áreas do parque (lembre-se que não pode ser na grama). Depois faça uma visita à exposição "Artes e Ofícios de Pedro II", na Sala do Artista Popular, bem ao lado da entrada do Museu do Folclore. Como os dois não cobram para entrar, dou uma idéia: Entre no Museu do Folclore e faça a visitação. Para sair do Museu é preciso passar obrigatoriamente pela Sala do Artista Popular. Logo, "mate dois coelhos com uma cajadada só"!

Bom passeio!

Gustavo Nardelli
-------------------------------------------

Veja as fotos da abertura da exposição e algumas da região de Pedro II tiradas do catálogo oficial.


Leia mais sobre a exposição "Artes e Ofícios de Pedro II", clique aqui.
compartilhe   |  Comentar   |  Ler Comentário
[subir]
Relação de Matérias

ARTIGOS
destaque

rioecultura : ARTIGO Carioquinha 2015
Carioquinha 2015
Relação completa de Artigos
EXPOSIÇÃO
destaque

rioecultura : EXPO Exposição de Percurso : Museu Casa de Benjamin Constant
Exposição de Percurso
Relação completa de Exposições
BIBLIOTECA
livro indicado

Livro: Rio de Janeiro, Século XIX - Cidade da Ópera
Editora: Garamond

Relação completa de Livros
EVENTOS
destaque

Relação completa de Eventos
  Divulgue
 

Seu nome:

Comentário:

ATENÇÃO
Verifique o texto antes de enviá-lo, pois não será possível modificá-lo ou apagá-lo após o registro.


Quanto mais mostrarmos, falarmos, mais valor, maior desenvolvimento e reconhecimento da beleza e diversidade cultural desse povo que somos. Maravilha e viva a nossa Cultura!
  Postado por: Flavia Diamante


Dados do(a) amigo(a):
Nome:
E-mail:
Mensagem para o(a) amigo(a):
 
Seus dados:
Seu nome:
Seu e-mail:
  voltarsubir
© Copyright 2008-2013 Rio&Cultura
SIMETRIA Arte e Comunicação desenvolve este site

Clicky Web Analytics
Rio&Cultura